O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, após visitar as escolas da cidade, demonstrou preocupação com o anúncio da possível volta às aulas em 2 de agosto. “Têm escolas que até a estrutura física está inadequada, situação de telhados, banheiros não adaptados corretamente, tem prédio oferecendo risco de queda”, alertou a presidente do sindicato, Marieta Carneiro.

Ainda segundo ela, a secretária de Educação, Maria Helena Braga, passou a informação de que a Secretaria de Serviços Públicos e a Secretaria de Obras estão atentas a estas questões. “Se não estiver em ordem, o Sindiserv não vai permitir com que os profissionais entre em risco”, garantiu Marieta.