Entre os presentes na audiência o diretor do DMAE, Paulo César Silva, que informou aos vereadores o fato de o Departamento estar passando por um momento extremamente feliz com relação não só ao tratamento e distribuição da água, com os investimentos que estão sendo feitos, aos projetos, mas também ao escoamento do esgoto, e solução de diversos problemas encontrados.

“Há muito por fazer, mas os resultados são evidentes”, garantiu.Segundo ele, é muito fácil passar próxima a uma estação de tratamento de esgoto e dizer que o mau cheiro é terrível, mas ao se passar pela própria avenida Santo Antonio as pessoas vão sentir de esgoto, vai andar pela zona leste, próxima ao Ribeirão da Serra vai sentir o mesmo cheiro. “Isto não é fruto de incapacidade do trabalho. Nós estamos buscando, autuando os responsáveis e, consequentemente, fazendo investimentos. Poços de Caldas hoje se orgulha muito de ter 100% de água captada, tratada e distribuída e também 100% do esgoto captado e tratado. Menos de 10 cidades no Brasil tem esta capacidade, esta competência”, afirmou.

O diretor do DMAE disse que está sendo feito investimento para que Poços possa ser um referencial também em relatórios de análises de qualidade de água dos seus mananciais.