* O relatório que apresenta o resultado da análise das águas da Represa Bortolan e o que vem causando o surgimento de aguapés que cobriu praticamente toda a represa cita como principal agente poluidor o esgoto lançado no Ribeirão da Vargem, desde a Estação de Tratamento, localizada às margens da Rodovia do Contorno que trata o esgoto coletado na região sul. Parte da poluição também é proveniente de rejeito industrial, mas não tão grave como o esgoto orgânico que a direção do DMAE insistia em não reconhecer.

* A vereadora Regina Cioffi (Progressistas), presidente da Comissão das Águas fez questão de vistoriar a origem do problema e vai levantar a questão buscando solução para o problema diretamente com o diretor da autarquia municipal responsável pela administração da ETE-Sul.

* Além desse problema, a direção do DMAE tem outro problema para resolver também no que diz respeito a poluição que estaria ocorrendo na represa localizada do município de Caconde e que também foi motivo de denúncia por parte da Associação Comercial da vizinha cidade paulista. Neste caso existe a desconfiança de que a ETE-1, do Córrego D’antas seria a causadora da poluição.

* O projeto foi lançado com direito a foto no gabinete do prefeito e entrevistas do secretário Thiago Mariano, afirmando que este seria o seu primeiro trabalho de sucesso à frente da secretaria. Pelo visto, passaram a carroça na frente dos bois e deu no que deu, a notícia não passou de um factoide, para não dizer, umafakenews.

* O executivo solicitou a Câmara o desarquivamento do projeto de lei sobre a revisão do Plano Diretor que está na Casa para colocá-lo novamente em pauta. Ocorre que o projeto está defasado e por conta disso não deve ser recolocado em discussão. A vereadora Regina Cioffi, por exemplo, que é a presidente da Comissão das Águas estudou o projeto e pensa em propor uma série de alterações tendo como objetivo a preservação do meio ambiente.

* Os resultados das medidas restritivas impostas pela onda roxa em Minas Gerais já podem ser sentidos na prática. Nos últimos 14 dias, o estado teve queda de 38% na incidência da covid-19. Na última semana, a redução foi de 13%.Como resultado da redução no número de novos casos, algumas regiões avançaram para a onda amarela, com menos restrições que a vermelha.

* Infelizmente não é este o caso da região Sul, em especial de Poços de Caldas, onde os números não param de cresces, tanto de novos casos como de mortes. O boletim de ontem indica que a cidade ultrapassou a casa dos 8 mil casos confirmados (8.008), com 257 mortes de moradores locais e 168 óbitos de pessoas de outras cidades; a ocupação de leitos de UTI está em 89,04% e o número de contaminados em isolamento soma 866 casos.