Na última quarta-feira aconteceu mais uma reunião da Câmara Técnica e Plenário/Ordinária da CIB – Comissão de IntergestoresBipatritre – Macro Sul. Estiveram presentes representantes das cidades que compõem a macrorregião sul, perfazendo mais de 50 cidades.

Entre as pautas da reunião estavam assuntos importantes como o fluxo de oncologia e a implantação do Valora Minas, que é uma Política de Atenção Hospitalar do Estado de Minas Geras, que regulamenta que somente Hospitais Filantrópicos podem prestar atendimento de urgência e emergência.

Em Poços, o Hospital Santa Lúcia da rede privada presta esse serviço há 11 anos e atende os pacientes do SUS que sofreram derrame e infarto. Com a implantação do Valora Minas no Estado, o Hospital do Coração perderia o credenciamento e não seria a porta de entrada para urgência e emergência.

O Secretário de Saúde e relator da constituinte, Carlos Mosconi explica que não há razões para o descredenciamento do hospital. “O Artigo 199 da constituição de 88, permite que a iniciativa privada dê assistência a saúde. Portanto não há razão legal para o descredenciamento, se não puder ser pelo incentivo, poderá ser através de um contrato ou convênio”

Durante a reunião a decisão foi unânime de que o Hospital Santa Lúcia não deve perder o credenciamento, pois presta um serviço de qualidade com agilidade a todas as cidades que compões nossa macrorregião.