* Rodrigo Pacheco ainda não é candidato, mas já pensa em seu marqueteiro. O presidente do Senado teria sondado o publicitário Nizan Guanaes para comandar sua eventual campanha à Presidência.

* Na ordem do dia de hoje consta, em segunda discussão, o projeto de autoria do vereador pastor Wilson (DEM), propondo que seja instituído o programa extraordinário de reforço escolar para alunos matriculados na rede municipal de ensino. O projeto foi aprovado com emendas na sessão anterior.

* Já o vereador Ricardo Sabino (PSDB), está propondo a obrigatoriedade da capacitação de noções básicas de primeiros socorros aos professores e funcionários de estabelecimento de ensino públicos e privados de educação básica e de estabelecimentos de recreação infantil no município.  Ainda na proposta, a criação do Selo de Capacitação em Primeiros Socorros.

* “A gente não pode mais permitir que se acredite que no Brasil a gente vai eleger um mito ou salvador da pátria. Se tiver outro candidato que flagrantemente reúna melhor, que mais aglutine, eu não vou ser obstáculo para fazer conciliação”. Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, inscrito nas prévias do PSDB.

* Debandada de filiados nos partidos. O PSL foi a legenda que mais perdeu com a saída de 389 mil filiados, 83%; na sequência aparecem o Unidade Popular com menos 23% e o Novo, com menos 11%

* A conversa com Gilberto Kassab para o ingresso do ex-governador Geraldo Alckmin no PSD praticamente deu uma travada nos últimos dias. Quase ao mesmo tempo Alckmin reabriu o diálogo com ACM Neto para se filiar ao União Brasil, leia-se DEM mais PSL.

* O Departamento Municipal de Eletricidade-Distribuidora está comunicando aos interessados no edital do pregão eletrônico para implantação do sistema Smart Grid e Medidores Inteligentes, que a data de abertura das propostas foi prorrogada para o dia 5 de novembro, às 9 horas, em virtude de alterações na especificação técnica.

* O deputado estadual Dalmo Ribeiro está em campanha para ser o nome indicado para o cargo de Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, no lugar de Sebastião Helvécio, que completa 75 anos e terá aposentadoria compulsória no dia 30 de novembro.  O cargo de conselheiro do TCE é vitalício, ou seja, até a morte ou até completar 75 anos, quando se aposenta.