Portal de Notícias e Web Rádio – CNPJ 44.219.101/0001-23

* Como são 47 municípios atendidos pelo hospital Santa Lúcia, o Hospital do Coração, uma decisão salomônica seria a inclusão dos dois hospitais – Santa Lúcia e Santa Casa – na rede de urgência e emergência para os casos de infarto, AVC. Quem ganharia com isso seriam os pacientes uma vez que não faltariam vagas nem médicos nos hospitais.

* Depois de perder três ações ajuizadas contra o prefeito Sérgio Azevedo, o advogado e radialista Lucio Cassila perdeu mais uma. A Ação Popular contra as charretes, considerada improcedente e extinta pelo Juiz da 4ª. Vara Cível, Carlos Alberto Pereira da Silva.

* O deputado estadual Mauro Tramonte divulgou ontem, através de vídeo, a conquista de mais cartórios para Poços de Caldas. “Está chegando à Assembleia um projeto de lei complementar, que vai ser autorizada a abertura de mais dois cartórios de Registro de Imóveis em Poços de Caldas, além de cartórios de protestos e de notas. Com isso acreditamos que a cidade ficará bem servida”, garantiu Tramonte.

* O deputado também agendou reunião com o Secretário de Saúde do Estado, Fábio Baccheretti, para conversar sobre o impasse criado pelo programa “Valora Minas”, que transfere o setor de urgência e emergências cardíacas para o hospital da Santa Casa. A reunião está prevista para o próximo dia 5, terça-feira.

* O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, pré-candidato à presidência nas prévias do PSDB, deve visitar, além de Belo Horizonte, no dia 15 de outubro, pelo menos outras duas cidades mineiras: Poços de Caldas e Governador Valadares, por serem administradas por prefeitos tucanos. A informação é do jornalista Paulo Cesar Magella, do jornal Tribuna de Minas.

*  Em ofício encaminhado ao Secretário de Saúde Fábio Baccheretti, a presidente do Conselho Municipal de Saúde, Regina Alves manifesta preocupação com a possível retirada do hospital Santa Lúcia da rede de urgência e emergência para atendimento de infarto e AVC, afirma que o hospital da Santa Casa não está preparado para este tipo de serviço e que não existe nenhum impedimento legal para que ele continue com o Santa Lúcia. “O pedido do Conselho Municipal de Saúde é justo e honesto”, afirma Regina em seu ofício.