* Com a presença de um bom público foi realizado ontem no salão nobre do Pálace Casino o Seminário de Turismo – Visão de Futuro, considerado pelo secretário da pasta como um marco histórico no planejamento do turismo a curto, médio e longo prazo. Neste sábado a cidade recebe o Secretário de Estado de Cultura e Turismo Leônidas Oliveira para um encontro com prefeitos e secretários de turismo e cultura de Poços e municípios vizinhos.

* Tomara que desses encontros saia mesmo algo de produtivo para o nosso turismo que nas duas últimas administrações, apesar das promessas, ficou parado, ou melhor, andou para trás, principalmente na gestão do atual prefeito que havia prometido como meta de seu primeiro governo, uma verdadeira “revolução” no setor, com a privatização dos pontos de passeio.

* Só planejar não resolve muita coisa, é preciso colocar em prática aquilo que está programado e principalmente cuidar melhor da cidade que vem sendo muito criticada pelos turistas pelo abandono não só dos pontos de passeio como alguns equipamentos destinados, caso do teleférico e café concerto, para ficar apenas nesses dois exemplos.

* Na sua fala no evento realizado ontem, o chefe do executivo declarou que a cidade passou pelos quatro piores anos da sua história, durante a sua primeira gestão, mas que agora viverá, sem dúvida, os quatro melhores anos. “Isso eu prometo”, disse o prefeito, dizendo que irá a colocar em prática, já no ano que vem, tudo aquilo que foi decidido no seminário realizado ontem. É bom lembrar que falta pouco mais de três meses para o final do primeiro ano desta segunda gestão.

* E já que o secretário Leônidas Oliveira estará na cidade representando o Governo do Estado, tomara que não apareça por aqui de mãos vazias. Nesse seu giro pela região sul, em Cambuquira ele anunciou o repasse de R$ 20 mil em recursos do ICMS Cultural para a banda da cidade, em Caxambu R$ 35,5 milhões do programa Reviva Turismo, em Monte Verde, implantou a Rede Integrada de Proteção ao Turismo. E para Poços de Caldas, vai trazer o que? Se for apenas para tomar um cafezinho e bater papo, a gente agradece a visita, mas não ficaremos satisfeitos.

* Ainda mais que ele aqui estará acompanhado do deputado estadual Mauro Tramonte (Republicanos), que é poços-caldense e presidente da Comissão de Turismo na Assembleia Legislativa. Como a maior e mais importante cidade turística da região e uma das mais belas e famosas do país, a cidade merece ser prestigiada, assim como foi no setor de turismo no governo do hoje senador,Antonio Anastasia.

* E o prefeito Sérgio Azevedo que deve estar presente no encontro, assim como o secretário de turismo e o próprio André Vilas Boas, líder do partido Novo, que preparem cada um, ofícios reivindicando recursos para serem investidos no turismo local para entregar a Leônidas Oliveira e também para o deputado Tramonte, que como representante de Poços, tem a obrigação de trabalhar pela cidade.

* Ontem, o Governo de Minas anunciou R$ 25 milhões em investimentos para o desenvolvimento turístico das cidades mineiras. Entre as ações, cujo anúncio ocorreu em Caxambu, no Sul de Minas, estão o calçamento de trecho da Estrada Real e o lançamento de edital e iniciativas para fomentar a competitividade de mercado dos destinos do Circuito das Águas.

* Após a interrupção da aplicação de segunda dose da AstraZeneca em algumas cidades mineiras, 260.250 vacinas produzidas pela Fiocruz chegarão a Minas nesta quinta-feira. Além delas, 341.640 unidades da Pfizer também serão recebidas. As informações foram confirmadas pela Secretaria de Estado de Saúde.

* Sabe aqueles R$ 6,8 bilhões da saúde, que o caloteiro ex-governador Fernando Pimentel, deu o cano nas prefeituras, deixando de repassar o dinheiro para os municípios? Pois bem, sobrou para o governador Romeu Zema pagar mais esta conta herdada do incompetente governador petista. Por meio da Associação Mineira dos Municípios (AMM), foi firmado um acordo e o Governo do Estado vai pagar a dívida em parcelas. As três primeiras representando 30% do valor devido e o restante em 24 meses. Poços de Caldas tem a receber algo em torno de R$ 10 milhões, boa parte devido aos hospitais da cidade.