* Sobre o “cercadinho” para preservar o local onde existia a Casa de Chá, destruída por um incêndio no recanto Japonês, um leitor do blog enviou mensagem dizendo que o “cercadinho” na verdade, foi uma sugestão da secretaria de turismo para preservar as cinzas, única lembrança da casa de madeira projetada e construída por japoneses com material importado do Japão.

* Um tucano que não perde a oportunidade para colocar lenha na fogueira, garante que a ação trabalhista, no valor de R$ 90 mil, ajuizada pelo Roberto Rossi, ex-dirigente da empresa Águas Minerais na gestão anterior, tem como pano de fundo a multa aplicada pela prefeitura contra o seu bar, quando o chefe do executivo foi flagrado no seu interior promovendo aglomeração acompanhado de alguns secretários.

* Segundo previsão feita no mês passado pelo diretor do Departamento de Água e Esgoto (DMAE), Paulo Cesar Silva, se as chuvas começassem a cair antes do dia 20 de setembro, a reservação(armazenamento da água entre o tratamento e o consumo)irá garantir o abastecimento, afastando o risco de racionamento. Se o período chuvoso, que começou na quinta permanecer, até o final do mês, mesmo com chuvas em dias alternados o ex-prefeito vai dormir mais tranquilo e estará livre das críticas.

* E por falar em chuva, algumas ruas em diversos bairros, dentre eles na Vila Togni, ficaram sem o serviço de varrição durante vários dias, acumulando folhas nas calçadas e principalmente nas sarjetas que servem para o escoamento da água. Resultado, choveu e as folhas foram levadas pela água para as galerias e bueiros que ficaram entupidos. O trecho da Av. João Pinheiro desde o cruzamento com a Av. AntonioTogni até a entrada para o Jardim Country Club foi um dos locais inundados.