* Alberto Silva (Betto) que foi convidado pelo diretório Nacional do PTB para ser pré-candidato a deputado federal estará nessa terça feira na capital mineira. Tem reuniões agendadas no diretório estadual do partido e também com deputados estaduais que pretendem rodar Minas com o pré-candidato durante a campanha.

* Comparado com o mês de março, Poços de Caldas registrou em abril o dobro de mortes por Covid-19, sendo que até ontem o número chegava a 80 pessoas. O secretário de Saúde, Carlos Mosconi, disse que imagina que o vírus se alastrou pela cidade e que o índice de contaminação ficou maior e que as pessoas estão se cansando dos cuidados que deveriam ter com relação a doença.

* O empresário da construção civil Luiz Antonio Batista protocolou ontem ofício endereçado ao presidente da Câmara, vereador Marcelo Heitor, solicitando a liberação do uso da tribuna durante a sessão ordinária do legislativo com objetivo de contestar declarações feitas pelo Secretário de Planejamento, Antonio Carlos Alvisi, sobre o conjunto habitacional Sonho Dourado na reunião da Comissão de Direitos Humanos, realizada na semana passada. O pedido será analisado na reunião da semana que vem por ter sido protocolado ontem, fora do horário.

* A ex-vereadora Ciça diz que por enquanto não pensa em disputar nova eleição. Informou que recebeu mensagem da secretária de Mulheres do Partido, Andrea Cangussu, dizendo que a legenda deseja ver ela como candidata a deputada federal na próxima eleição. “Eu respondi que neste momento eu não sou candidata a nada. Já passei por bastante problemas, puxação de tapete, rasteira, então não pretendo ser candidata nesta eleição. Tenho que me estruturar, dedicar mais tempo para minha família porque a política deixa a gente um pouco longe”, afirmou a ex-vereadora.

* Ciça aproveitou para deixar um recadinho para os vereadores, que agora são pessoas públicas. Lembrou que a população agora tem acesso aos telefones, e-mails e até a casa deles. Porém, segundo ela, é inadmissível se aconteceu de algum vereador ter recebido ligações em que houve ameaças, conforme se comenta nos bastidores. “Eu nunca mudei o número do meu telefone. Eu nunca fugi para as pessoas não me encontrarem. E graças a Deus as pessoas me encontram na rua e querem me abraçar, mas neste tempo de pandemia a gente não consegue”, lamentou, num recado direto ao seu colega de partido Diney Lennon que já trocou o número do telefone diversas vezes nestes primeiros meses de mandato.