Zema quer pacto contra gastos

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), voltou a falar sobre a necessidade de cortes de gastos para recuperar o Estado da crise econômica. A fala do chefe do Executivo, que pediu um pacto entre todos os poderes, foi durante cerimônia de entrega da Medalha da Inconfidência em Ouro Preto, na região Central de Minas, realizada tradicionalmente no dia 21 de abril, feriado dedicado ao mártir Tiradentes. Neste dia a capital de Minas passa simbolicamente para Ouro Preto e personalidades que contribuiram de alguma forma para o desenvolvimento do Estado são homenageadas.

“Quero propor à Assembleia Legislativa, ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais, ao Ministério Público, ao Tribunal de Contas do Estado e à Defensoria Pública um pacto para retirar Minas Gerais da situação em que se encontra, para ofertar ao cidadão mineiro transporte público, serviços de saúde, educação de qualidade e geração de emprego e renda. Um estado sem dinheiro está condenado a ficar inoperante em um buraco profundo”, disse.

Fechar Menu