Vereadores se reúnem com taxistas e motoristas de aplicativo

Uma segunda reunião foi realizada na Câmara, na última semana, para discutir a regulamentação e fiscalização do transporte por aplicativo em Poços. O encontro contou com a presença de representantes da Secretaria Municipal de Defesa Social, Departamento Municipal de Trânsito (Demutran), Guarda Municipal, Polícia Militar e de taxistas e motoristas do transporte por aplicativo.

No final do mês de fevereiro, os vereadores foram procurados por taxistas, oportunidade em que entregaram um documento aos parlamentares sugerindo algumas ações, entre elas limitação de carros por habitantes, necessidade de emplacamento em Poços de Caldas e uma fiscalização efetiva por parte do município, visto que muitos veículos do trasporte por aplicativo têm estacionado em vagas de carga e descarga, idosos e deficientes. Com relação à atuação dos táxis, eles pediram a demarcação de vagas para os veículos nas proximidades das casas de eventos e outros locais utilizados para festas no município.

Diante das reivindicações, a Câmara agendou uma nova reunião, desta vez com a presença dos órgãos de segurança e fiscalização. Durante o encontro, os representantes dos taxistas e do trasporte por aplicativo puderam expor as demandas existentes. “Mais uma vez, abrimos espaço para discussão desse tema. De acordo com informações prestadas pelo próprio secretário de Defesa Social Marcos Tadeu Sansão, a Prefeitura já está trabalhando em um projeto de lei para regularização do transporte por aplicativo em âmbito municipal”, ressaltou o presidente do Legislativo, vereador Carlos Roberto de Oliveira Costa (PSC).

Durante a reunião, o secretário de Defesa Social pontuou que a lei que regulamentará o transporte por aplicativo deverá abordar exigências que constam na legislação federal como, por exemplo, as questões que tratam da cobrança de tributos, obrigatoriedade da carteira B e idade mínima do veículo.

Os vereadores presentes no encontro destacaram a necessidade de soluções que atendam às demandas das duas categorias, fato este que têm levado a Câmara a propor debates sobre o tema. Participaram da reunião, além do presidente da Casa, os vereadores Paulo Eustáquio de Souza (MDB), Pedro Magalhães (PSDB), Ricardo Sabino (PSDB), Antônio Carlos Pereira (DEM), Paulo Tadeu D’Arcadia (PT), Marcelo Heitor (PSC) e Álvaro Cagnani (PSDB).

Fechar Menu