Portal de Notícias e Web Rádio 

𝙀𝙡𝙚𝙨 𝙛𝙞𝙯𝙚𝙧𝙖𝙢 𝙩𝙤𝙪𝙧 𝙥𝙚𝙡𝙖𝙨 á𝙧𝙚𝙖𝙨 𝙤𝙥𝙚𝙧𝙖𝙘𝙞𝙤𝙣𝙖𝙞𝙨 𝙚 𝙘𝙤𝙣𝙝𝙚𝙘𝙚𝙧𝙖𝙢 𝙘𝙖𝙨𝙚𝙨 𝙙𝙖 𝙘𝙤𝙢𝙥𝙖𝙣𝙝𝙞𝙖.

Um grupo de vereadores da Câmara Municipal de Caldas (MG) participou nesta quarta-feira, 22 de maio, de uma edição do programa Alcoa de Portas Abertas (ADPA), que apresenta a estrutura física da companhia, além de processos, produtos e ações institucionais. Caldas faz parte da área de atuação da Alcoa e fica a cerca de 30 quilômetros de Poços de Caldas, onde está localizada a sede da empresa.

Os vereadores foram recepcionados por Rodrigo Giannotti, gerente de Refinaria e Área de Resíduo de Bauxita (ARBs), Maria Cristina Gonçalves, gerente de Relações Externas e Comunicação, Rodrigo Acúrcio, engenheiro de Processos, e Bruno Muniz, Gerente de ARBs. Após receberem explicações sobre os produtos fabricados na unidade e suas aplicações, os parlamentares assistiram ao vídeo sobre as atividades de educação ambiental desenvolvidas no Parque Ambiental da Alcoa.

“O contato com os nossos públicos faz parte de nossa estratégia de atuação. Recebê-los em nossas instalações é um diferencial para conhecerem na prática os nossos valores, cases de sustentabilidade e investimentos em melhorias e em iniciativas socioambientais, que têm impacto dentro e fora da empresa”, afirma Maria Cristina.

A visita continuou com um tour pelas operações e os processos das áreas de Refinaria, Metal, ARBs e Filtro Prensa, tecnologia que mudou a disposição de resíduos de úmido para seco.

“Fiquei interessado nas tecnologias para reaproveitamento dos resíduos que eram destinados às barragens e agora têm novas possibilidades de aplicação”, diz Daniel Tygel (PT), presidente da Câmara, que também agradeceu a Alcoa pela recepção.

Além do Presidente da Câmara, participaram da visita os vereadores Elder Junio Garcia (União), Eduardo Davi Alves (PSD) e João Batista da Fonseca (Republicanos).

Sobre a Alcoa Poços de Caldas

A unidade de Poços de Caldas (MG) é o marco inicial da história da Alcoa no Brasil, em 1965. Com quase 1.200 colaboradores (diretos e indiretos), a unidade foca em pesquisa, desenvolvimento e aplicações que têm o potencial de transformar a indústria do alumínio.

Dedicada à produção de alumina, lingotes, tarugos e pó de alumínio, a planta destina para o mercado nacional e global produtos com baixa emissão de carbono que levam o selo EcoSource. Conforme a estratégia de mineração responsável, a unidade adota medidas para ampliar seu legado positivo.