Portal de Notícias e Web Rádio 

No mês de maio desse ano, a vereadora Dra. Regina deu início a uma verdadeira batalha em relação ao serviço da Zona Azul em Poços de Caldas com a realização de uma Audiência Pública para ouvir a população sobre as melhorias necessárias no sistema de estacionamento rotativo, operada na cidade pela empresa EXP.

Para Dra. Regina “não basta que o motorista apenas pague pelo serviço, há a necessidade de que ele tenha parquímetros funcionando e uma boa quantidade de funcionários capazes de atender a demanda de forma satisfatória. A zona azul precisa oferecer uma boa estrutura no estacionamento dos veículos no centro”, diz.

Apesar das justificativas por parte da empresa, os problemas não foram solucionados e as reclamações continuaram se agravando ao longo do tempo. Com isso, a parlamentar decidiu cobrar o executivo, inclusive, com questionamentos a respeito do último reajuste do serviço e com a solicitação do encaminhamento da planilha de estudos da renegociação contratual do último reajuste, o embasamento técnico para a definição dos novos valores e a receita mensal do serviço desde a sua implementação.

Quanto aos problemas operacionais, Dra. Regina aconselhou a Câmara a encaminhar ao Ministério Público um pedido de providências cabíveis, especialmente no que diz respeito a uma reclamação recorrente por parte dos usuários: a aplicação de multas – que continuam a ser aplicadas em grande quantidade apesar do serviço ineficiente. “A população já sofreu demais com isso e parece que a empresa não dá a menor importância, continuando a sangrar nossa população”, afirmou a vereadora.

Para a próxima semana, Dra. Regina irá apresentar mais um pedido de informações com a solicitação da prestação de contas da EXP. “Não deixarei esse tema de lado”, diz a vereadora.

TESTE DO PEZINHO

Após apresentação de uma moção de apelo ao executivo solicitando a implantação imediata, na Rede Pública de Saúde, da Lei que garante o direito a recém-nascidos ao Teste Ampliado do Pezinho, Dra. Regina se diz confiante de que em pouco tempo a questão será resolvida pela administração municipal.

O projeto de lei que foi aprovado pela Câmara e sancionado pelo prefeito Sérgio Azevedo (PSDB) tem com objetivo regulamentar e colocar em prática no sistema público de saúde de Poços de Caldas o teste que aumenta para 50 o número de doenças raras detectadas pelo teste do pezinho realizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Até então, o exame englobava apenas seis doenças.