Por solicitação da vereadora Regina Cioffi, a Câmara Municipal realizou ontem a audiência pública sobre a Implantação do Banco de Leite Materno no município. “Dizer que o Banco de Leite é importante é redundante, porque para falar do Banco temos que falar do leite materno, esta janela de oportunidades dos primeiros dias que vai fazer a diferença na saúde, na vida da criança e do futuro adulto. O leite materno é o grande diferencial para a saúde, para a promoção à saúde, prevenção das doenças, sendo um conceito que as pessoas precisam abraçar”, defendeu Regina.

Segundo ela, o país está envelhecendo muito rápido e não estamos preparados para o envelhecimento. “Vocês imaginam o custo com as doenças que nós teremos no SUS,que é robusto, o melhor do mundo, só que é pouco financiado. Infelizmente, não se olha a saúde como se deveria olhar. O leite materno é gratuito. Numa situação econômica que já estava difícil e que com a pandemia piorou, com a inflação crescendo, com o custo das coisas um absurdo, temos que encontrar alternativas e uma delas é que busquemos realmente a promoção à saúde”, afirmou a vereadora.

O leite materno exclusivo até 6 meses e pelo menos até 2 anos, é a janela de oportunidade do padrão ouro da saúde disse a vereadora, lembrando que em 2010, como pediatra e sabendo da importância do leite materno, fez um projeto de lei para criar o Banco de Leite Materno, que foi transformado em lei, mas não prosperou. Pouso Alegre conseguiu um posto de coleta e com isso Poços não poderia ter um Banco por estar a uma distância de 100kms.

“Fomos lutando e digo aqui, ou nós nos unimos ou não vamos conseguir. Vejo que desta vez, com a Câmara comprometida com a saúde, com o executivo também comprometido, é o momento de lutarmos por isso”, defendeu Regina.