Desde a última legislatura, o vereador Lucas Arruda (Rede) tem discutido a necessidade de ações de combate e prevenção às queimadas no município. Em 2021, ele já apresentou dois Requerimentos que tratam do tema, sendo o último aprovado na sessão da Câmara de 22 de junho. Segundo o parlamentar, o período mais seco, além da crise sanitária que o país e o município enfrentam com a pandemia da COVID-19, pedem uma atenção maior, em especial por conta da relação queimadas e doenças respiratórias.

Uma das cobranças feitas pelo vereador é a instalação de reservatório no alto da Serra de São Domingos, que poderia ser utilizado para o combate às queimadas. “Desde 2019, tenho falado dessa necessidade e, nos últimos Requerimentos aprovados, voltamos a cobrar a medida. Em resposta a um dos questionamentos, o Executivo disse que encaminhou um projeto ao Corpo de Bombeiros e ao Governo do Estado, no entanto não pontua se houve retorno por parte dos órgãos. Dessa forma, estou novamente solicitando informações, visto que se trata de uma questão preocupante”, coloca.

Lucas Arruda ressalta que no atual período de estiagem, com baixos índices de chuvas, há o aumento dos focos de incêndio em algumas regiões da cidade. “As queimadas são prejudiciais não só para o meio ambiente, mas também são causadores de doenças respiratórias e poluição do ar. Vale ressaltar que o Brasil encerrou o ano de 2020 com o maior número de focos de queimadas em uma década, são dados alarmantes. Em Poços, temos episódios que ocorrem anualmente entre os meses de junho até setembro, período com maior estiagem. Assim, o que queremos pedir à Prefeitura é que faça um planejamento e execute ações visando ao combate às queimadas”, afirma.

No Requerimento aprovado pela Câmara, o legislador indaga se o município possui ações de combate às queimadas, se há campanhas de conscientização previstas e mapeamentos de focos de incêndio, além da implantação de aceiros, que são faixas ao longo das cercas para prevenir a passagem de fogo para a área de vegetação, tanto na Serra de São Domingos como em outras áreas. “Estou reforçando os pedidos, visto que a preocupação aumenta a cada dia, principalmente nesse período de pandemia, quando as doenças respiratórias podem ser agravadas com as queimadas. Temos que pensar e proteger também o meio ambiente, que também sofre com esse problema”, finaliza.