O paciente Rodrigo Roberto dos Santos, de 36 anos, teve alta da Santa Casa de Poços  nesta segunda-feira,19, após testar positivo para covid-19 e passar 24 dias internado, sendo 10 dias intubado na CTI.

Ao lado da esposa e aparentando estar muito saudável, Rodrigo era só felicidade no momento da alta. Para ele, o fato de se recuperar e estar tão bem foi um milagre. “É certeza de ser um milagre porque eu tive alguns sintomas, principalmente dilatação da pupila. Eu tive que ser intubado duas vezes e até mesmo o próprio pessoal da UTI veio aqui falar: ‘é um milagre, teve horas em que achamos que tínhamos perdido você’. Então, é mesmo um milagre, o nome disso é milagre. Venci um vírus que infelizmente tem vencido muita gente”, conta Rodrigo de forma emocionada.

O paciente também estava feliz por saber que pessoas que estavam com ele na CTI também estão se recuperando. “Falar que é uma coisa boa voltar de uma intubação não é não, principalmente quando você volta em uma UTI. Você olha do seu lado e vê pessoas intubadas, mas, graças a Deus, hoje eu tive notícia de que todos que estavam comigo ali já estão cientes e orientados. Fiquei feliz demais. Então, experiência boa não tem porque, na hora em que você volta, você vê essas coisas, mas só de estar aqui eu só tenho que agradecer a Deus e à equipe. É uma equipe muito grande, não tem como sair agradecendo um a um, mas Deus sabe o nome de cada um e Ele faz por nós”, completa Rodrigo em tom vitorioso.

A Dra. Flávia Porto de Campos foi uma das médicas que cuidou de Rodrigo. Ela explica que, apesar dele ser um paciente jovem, sem nenhuma comorbidade, ele  evoluiu para um estado grave e mesmo assim conseguiu se recuperar.

“O Rodrigo foi um paciente que chegou para a gente há aproximadamente três semanas com insuficiência respiratória e necessidade de intubação. Ele ficou em estado grave na UTI, mas conseguiu se recuperar bastante bem, apresentando evolução a cada dia. Infelizmente, teve que ser traqueostomizado, não conseguimos extubá-lo, mas, após a traqueo, ele evoluiu muito bem e conseguiu ter alta da UTI. Nesse período em que ele ficou lá, teve complicações, teve necessidade de antibióticos por uma pneumonia associada bacteriana, mas conseguiu evoluir bem, ficou estável, veio para a ala, a gente conseguiu tirar a cânula dele, fazer o desmame do oxigênio e hoje (segunda) ele está indo embora de alta graças a Deus”, diz médica.