A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais confirmou quatro casos de variantes da covid em Poços de Caldas. Duas variantes são da P1 de Manaus, com alto poder de transmissão, uma da P2 do Rio de Janeiro, que afeta principalmente os mais jovens e uma de uma linhagem não especificada. O secretário municipal de Saúde, Carlos Mosconi, informou que é preciso localizar essas pessoas, ver como elas estão, o que aconteceu com elas e fazer um monitoramento em torno delas.

“É preciso saber ondeelas trabalham, como é a vida social, para ver o que podemos fazer para tentar conter a transmissão da doença”, declarou Mosconi. Pelo levantamento da Secretaria de Estado da Saúde há pelo menos 13 variantes circulando em Minas Gerais e pelo boletim da doença de 21 de maio, pelo menos 684 casos confirmados. Mosconi disse ainda que a transmissão está sendo muito maior, que está havendo incidência da doença em pessoas mais jovens, masque, felizmente, o número de mortes não tem aumentando tanto, embora a ocupação de leitos tenha crescido muito.

Ele garantiu que a disposição do município é não fechar o comércio, porque acredita que medidas paliativas não têm sentido. Para Mosconi, o uso de máscara, higienização com álcool e gel e a não aglomeração são medidas que continuam sendo fundamentais. “Até falei com o prefeito hoje que podíamos eliminar este negócio de festinhas com 30 pessoas. Festinha hoje é velório amanhã, não vale a pena, vamos acabar com isto”, defendeu.