A logística do atendimento e acompanhamento feitos pelos profissionais das unidades de saúde, foi explicada pelo médico de Família e Comunidade, Dr. Euclides Colaço Melo de Passos. “Se o paciente tem alguma suspeita ele pode ir ao hospital de Campanha, ao serviço de urgência ou unidade de atenção básica do bairro dele. Nós pedimos que as pessoas conversem primeiramente na Atenção Básica, com a intenção de diminuir a pressão sobre os serviços de urgência. Os casos confirmados na rede pública estão sendo acompanhados pela equipe da Atenção Básica.  São muito importantes o tratamento e acompanhamento, quando falamos sobre tratamento, seja por telefone, whatsapp ou visita domiciliar. Este é um diferencial importante para o paciente que está com a Covid -19”, destacou o médico.