“Uma covardia sem precedentes”

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, disse na manhã desta segunda-feira que a saída de Joaquim Levy da presidência do BNDES e do advogado Marcos Barbosa Pinto da diretoria de Mercado de Capitais do banco é “uma covardia sem precedentes”.

Levy pediu demissão neste domingo, um dia após o presidente Jair Bolsonaro ter dito em entrevista coletiva que ele estava com a “cabeça a prêmio”. Bolsonaro cobrava de Levy a demissão de Marcos Pinto, que renunciou no sábado após a fala do presidente.

Fechar Menu