Portal de Notícias e Web Rádio – CNPJ 44.219.101/0001-23

Foram realizados entre os dias 15 e 22 de julho, os cadastros para o Auxílio Emergencial Municipal em Poços de Caldas. Foi feito um escalonamento, de acordo com a data de nascimento das pessoas, para que pudessem comparecer em um dos pontos disponibilizados.

Para que todos que se enquadram nos pré-requisitos, pudessem ter a oportunidade do cadastro, a Prefeitura realizou ainda na sexta-feira (23/07), uma repescagem. Ao final do cadastro junto à repescagem, a secretaria de Promoção Social contabilizou que 2.842 pessoas se cadastraram.

Para que todas as pessoas que por algum motivo ainda não puderam comparecer nos dias indicados, ou na primeira repescagem, poderão fazer o cadastro em Poços nesta quinta e sexta-feira (05 e 06/08). Serão dois novos dias de repescagem e última oportunidade de cadastro, com as equipes da secretaria de Promoção Social que estarão nos pontos para atender a população.

A Prefeitura avaliou essa reabertura do cadastramento levando em conta também, a demanda de pessoas que pudessem ser contempladas e que estivessem em isolamento devido ao Covid-19.

QUEM TÊM DIREITO AO AUXÍLIO

Têm direito ao Auxílio Emergencial Municipal as pessoas que perderam vínculo empregatício, registrado em Carteira de Trabalho a partir de 21 de março de 2020. Elas não podem estar recebendo seguro desemprego e só é contemplada, a pessoa que ainda não tenha conseguido a recolocação formal no mercado de trabalho, ou seja, que ainda esteja desempregada.

A pessoa precisa NECESSARIAMENTE residir em Poços de Caldas e comprovar a residência no município com CONTA DE LUZ, no nome do beneficiário ou cônjuge, que será rigorosamente checada pela equipe, sendo que, qualquer irregularidade detectada, será considerada imediatamente a anulação do auxílio ao requerente. Caso a pessoa não tenha conta de luz em seu nome ou cônjuge, poderá apresentar a conta de luz que possuir, juntamente com outra conta que tiver em se nome , para análise do grau de parentesco com o titular e confirmação da residência em Poços.

Se a pessoa conseguir a recolocação no mercado de trabalho (voltar a se empregar), após ter recebido alguma das parcelas, ela deverá comunicar a Prefeitura para a interrupção do fornecimento do auxílio, sob pena de responsabilidade criminal.

Devem ser levados documentos originais e cópias.