Portal de Notícias e Web Rádio 

É de autoria do vereador Marcelo Heitor o projeto de lei complementar para instituir tratamento preferencial para caminhoneiros na atenção básica de saúde, em suas unidades de referência, não sendo necessários agendamentos prévios.

Pela proposta, para requerer tal benefício será obrigatória a apresentação da carteira de trabalho ou se tratando de profissional autônomo será necessário o documento do caminhão devidamente registrado em seu nome ou CNH categoria D.

Em sua justificativa o vereador lembra que os problemas relacionados à saúde dos motoristas contribuíram para ocorrência de cerca de 250 mil acidentes de trânsito registrados em rodovias federais de 2014 a 2019, segundo dados da PRF.

“Os motoristas de transporte de cargas sofrem comprometimento na saúde em decorrência do exercício da sua atividade profissional. Problemas de saúde como a perda auditiva produzida por ruídos, hipertensão, estresse, câncer, doenças do sono, cardiovasculares e do músculo esquelético. Para estes profissionais que trabalham dia e noite na estrada, cuidar da saúde nem sempre é prioridade”, afirmou Marcelo.

Neste contexto, de acordo ele, o seu projeto de lei tem como objetivo contribuir para acesso desses profissionais ao atendimento médico, odontológico e de exames, na rede básica de saúde, permitindo com que o caminhoneiro tenha melhor qualidade de vida, através de atendimentos e orientações sobre sua saúde.