Na manhã de ontem, 19, a Santa Casa de Poços recebeu 12 das 20 vítimas do acidente no Marco Divisório com um ônibus de trabalhadores rurais que vinha de Itobi/SP com destino à Águas da Prata/SP.

Por conta dessa grande quantidade de vítimas que foram encaminhadas para a Irmandade, profissionais de todos os setores do Hospital se mobilizaram em um grande esforço coletivo para salvar vidas.

Após acompanhar de perto a atuação da equipe nesse momento difícil, o superintendente da Santa Casa, Ricardo Sá, gravou um vídeo enviando uma mensagem de agradecimento a todos os profissionais do Hospital que atuaram como heróis nesse momento fatídico.

“Esse incidente ruim trouxe para nosso hospital 12 pacientes em estado crítico. Eu participei o tempo todo de tudo que aconteceu no nosso Pronto Socorro, dentro do nosso Centro de Imagens, com aqueles pacientes que tinham que ir fazer exame tomográfico, aqueles pacientes que tinham que fazer exames raio-x. Pude acompanhar de perto tudo que aconteceu em todos os momentos  e quero aqui agradecer pessoalmente a cada um de vocês pelo empenho que tiveram: os médicos, a enfermagem como um todo, o  pessoal de limpeza, os funcionários administrativos, os porteiros, o pessoal da manutenção…”. agradece Ricardo.

“Todo mundo se envolveu em prol desse ato que foi diferenciado e mostrou que nós somos muito competentes naquilo que fazemos e somos solidários a tudo aquilo de ruim que pode acontecer na saúde das pessoas. Então eu vim pessoalmente agradecer a todos vocês, porque o que vocês fizeram foi algo impensável, foi algo que extrapolou a condição do que fazemos no dia a dia. Eu diria que todos vocês contribuíram de maneira 100% eficiente ao bem estar de todas essas pessoas. Então, em nome da família dessas pessoas, em nome desses mesmos pacientes, em nome da Santa Casa, eu quero agradecer a todos vocês por essa entrega, por essa dedicação e por esse empenho”, disse Ricardo Sá  em vídeo compartilhado com os colaboradores do Hospital.

Situação clínica dos pacientes

Dos acidentados, apenas dois continuam na CTI: Francisco da Silva Souza – 37 anos, que teve politrauma, passou por cirurgia, se recupera bem, está consciente e orientado e Maria Janaína dos Santos – 35 anos, que teve um traumatismo crânioencefálico e é o caso mais  grave.

Tiveram alta nesta sexta-feira:  Talia Cristina de Souza – 19 anos, Matheus Lima – 21 anos, Jose Euclesio Marques – 39 anos, Genilson de Lima Barbosa – 22 anos, Manoel Flor de Andrade – 41 anos, Eva dos Santos – 48 anos  e Everton Alexandre da Silva – 34 anos.

Continuam internados nas alas: Cleidiano Nascimento Moreira – 41 anos, José Arnaldo da Silva – 48 anos, e Luis Carlos Silva – 21 anos,