Sindicato pede 17,32% de aumento

Em assembleia extraordinária, realizada na terça-feira, para discutir a pauta de negociação salarial na data base da categoria, no mês de maio, o sindicato dos servidores municipais propôs e teve aprovada proposta para que os salários da categoria sejam reajustados em 17,32%, o que seria possível, sem ultrapassar o índice de gasto com pessoal determinado pela Constituição, ou então de 11,46%, o que elevaria o gasto com a folha até um limite considerado prudente.

Segundo dados do Dieese, repassados para os participantes da assembleia, apesar do decreto de calamidade financeira, os números oficiais divulgados pelo portal da transparência, permite que o chefe do executivo conceda este reajuste acima da inflação que está em torno de 4%.

A pauta de reivindicações contempla ainda pedido para que o prefeito autorize os servidores que trabalham nas escolas da rede municipal possam fazer suas refeições junto com os alunos. Outra reivindicação do Sindserv diz respeito a uma gratificação de 35% para os servidores que dirigem veículos oficiais.

A situação financeira da prefeitura é difícil, mas, como o prefeito no seu primeiro ano de governo, logo depois de ter anunciado que estava assumindo o cargo com uma dívida de R$ 150 milhões, surpreendeu ao conceder reajuste de 9,32%, índice muito acima da inflação no período, a esperança dos servidores é que este ano ele repita a dose para felicidade dos seus colegas de trabalho.

Fechar Menu