A CBF anunciou quinta-feira que o árbitro de vídeo passará a ser utilizado na quarta divisão do Campeonato Brasileiro a partir deste ano. Os custos de operação da ferramenta serão todos bancados pela confederação.

Ao todo, o VAR será implementado em 14 jogos da Série D do Campeonato Brasileiro: oito das quartas de final, etapa em que são definidos os quatro clubes contemplados com o acesso para a terceira divisão nacional; quatro das semifinais; e dois da grande decisão.

As Séries B e C também passarão a contar com a tecnologia. A decisão da entidade ainda será referendada pelos clubes em Conselho Técnico para aquelas séries onde há esta previsão. A Comissão Nacional de Arbitragem da CBF já está com a programação em andamento, com a contratação da empresa responsável pela tecnologia e a programação de cursos preparatórios adicionais para os profissionais de arbitragem.

“Estamos tirando do papel uma reivindicação que os clubes disputantes dessas séries faziam há tempos. É mais um aperfeiçoamento muito importante da CBF às competições nacionais. Isso trará mais justiça ao jogo e mais segurança aos árbitros. As Séries B, C e D mobilizam torcedores, comunidades, cidades e mereciam muito este investimento”, afirma o Presidente da CBF, Antônio Carlos Nunes. (Renan Muniz).