Portal de Notícias e Web Rádio 

Ao participar nesta semana do programa Papo Sob Medida, da Master Web Rádio, o vereador Lucas Arruda (Rede) foi questionado a respeito de um anteprojeto de autoria do vereador Flávio Togni de Lima e Silva (PSDB), que autoriza o sepultamento de animais de estimação por seus proprietários em túmulos nos cemitérios municipais.

Lucas disse que foi pesquisar sobre o tema e soube que em Poços temos uma solução viável para a destinação do animal de estimação quando ele morre, embora alguns proprietários os enterrem em seus quintais ou em outras áreas públicas, o que é proibido por lei, já que pode gerar contaminação do solo e proliferação de doenças.

A solução seria acionar o Centro de Controle de Zoonoses, que recebe os animais mortos.

“O CCZ tem uma firma contratada para retirar produtos hospitalares e esta mesma firma retira este animal. Ele fica na geladeira do CCZ e uma vez por semana é retirado, levado e cremado. Isto sem custo para o dono do animal. Ele tem apenas que levar o animal até o CCZ, que fica próximo ao bairro Maria Imaculada, para ser dada a destinação correta”, explicou Lucas.

Sobre o projeto que autoriza as pessoas que possuem túmulos no cemitério a enterrar o seu animal em seu próprio túmulo, o vereador afirmou que defende que haja um espaço só para os animais, um cemitério de animais.

“Parece que no passado houve tentativas de se criar um empreendimento privado neste sentido, mas não havia demanda, até porque a manutenção é cara para um espaço como este. Tem que apresentar todas as licenças ambientais e acompanhamento, para evitar contaminação”, informou Lucas.