Senado evita novo apagão

Um acordo selado no Plenário do Senado evitou novo apagão aéreo nos próximos dias. Pilotos e comissários ameaçavam cruzar os braços se os senadores não incluíssem na MP 863/18, que abriu 100% do capital das empresas aéreas, uma emenda que resguarde os postos de trabalho para tripulantes brasileiros. A emenda foi derrubada durante a votação da MP na Câmara Federal, o que abriria alternativa para as companhias, que poderão ter aporte estrangeiro, contratarem tripulação dos países de origem dos investidores. Após pressão do Sindicato Nacional dos Aeronautas, senadores anunciaram acordo que prevê a votação dessa ressalva na Lei Geral do Turismo – em debate na Comissão de Constituição e Justiça e depois no Plenário.

Fechar Menu