Sem tombamento

Antes de encomendar o projeto para transformar o terminal rodoviário interestadual em anexo do futuro prédio da nova prefeitura, a ser construído na área de circulação dos ônibus para ter acesso as plataformas, o prefeito Sérgio Azevedo procurou se certificar de que o terminal construído na gestão do prefeito Sebastião Navarro e inaugurado no governo do seu sucessor, Luiz Antonio Batista, não é tombado pelo patrimônio histórico, portanto, está liberado para alterações, sem nenhum problema.

Com sua ocupação por repartições públicas e a construção de um prédio de oito andares logo atrás, na área reservada aos ônibus de turismo e acesso as plataformas, o prédio com certeza perderá suas características originais, ao mesmo tempo em que a nova edificação vai esconder parte do estádio municipal Ronaldo Junqueira.

Navarro e Ronaldo (prefeito e vice), que idealizaram a construção do terminal rodoviário na primeira gestão e do próprio estádio municipal, devem estar se revirando nos túmulos e já tem gente maldosa afirmando pelas esquinas que a transformação da rodoviária em anexo da prefeitura é mais um menosprezo a gestão do ex-prefeito.

Vale lembrar que a Sinfonia das Águas, evento de sucesso, criado na segunda gestão Navarro também foi extinto nesta administração. Claro que uma coisa não tem nada a ver com a outra, mas, as línguas maldosas estão alvoroçadas no pedaço da gorjeta.

Fechar Menu