Sem recuperação, salários vão atrasar

O governador Romeu Zema (Novo) afirmou, na manhã desta sexta-feira, que os servidores públicos poderão ficar sem garantia de receber salários até o fim do seu mandato, caso a adesão de Minas Gerais ao regime de recuperação fiscal do governo federal não seja aprovada.

Por isso, ele disse estar iniciando as conversas com os deputados estaduais para preparar terreno para o envio das propostas para a Assembleia, que vão envolver, entre outras medidas, as privatizações da Cemig e da Copasa

Fechar Menu