Sem participação do Exército

Enquanto o Exército de Israel faz trabalhos de busca por desaparecidos com o rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, o Exército brasileiro, da 4.ª Brigada de Infantaria Leve (Juiz de Fora), ainda não foi acionado pelo governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo). Segundo o blog de Andrea Sadi, no G1, a posição de Zema causou “estranheza” no Palácio do Planalto. O governador não vê necessidade, no momento, de reforço porque tem 200 homens do Corpo de Bombeiros especializados nesse tipo de resgate no local devastado.

Fechar Menu