Sem papel

A declaração do prefeito no programa “Poços em Debate”, dizendo que dará prioridade para a comunicação eletrônica, evitando gasto com papel, acabou virando gozação em algumas repartições municipais. É que por lá o papel já acabou faz tempo e só existe quando é comprado com dinheiro dos próprios servidores ou, no caso da educação, com recurso dos caixinhas ou das próprias professoras.

Fechar Menu