Secretários vão ampliar salários

O governador Romeu Zema prometeu durante a campanha – e registrou em cartório – que nenhum dos seus secretários receberia salários enquanto durasse o parcelamento nos contracheques dos servidores. Três meses e meio depois, seus auxiliares diretos não só recebem normalmente os vencimentos, de R$ 10 mil, como alguns estão prestes a garantir jetons por participação em conselhos de empresas públicas. É o caso da secretária de Educação, Júlia Sant’Anna (foto) e do secretário de Governo, Custódio Mattos, que vão ampliar os vencimentos respectivamente para R$ 26,3 mil e 18,3 mil.

Fechar Menu