O secretário de Saúde, Carlos Mosconi, disse ontem que a Onda Vermelha e ser implantada a partir de amanhã no Sul de Minas e outras regiões do estado, anunciada ontem pelo governo de Minas, permite uma flexibilidade muito maior do que a Onda Roxa que Poços está vivendo. Explicou que com a nova onda o comércio, bares e restaurantes poderão abrir, mas que mesmo assim haverá um contingenciamento, serão estabelecidos horários, provavelmente com as mesmas flexibilizações feitas pelo prefeito Sérgio Azevedo anteriormente.

“Ainda tem algumas questões como as dos ônibus, temos que ver o que vamos fazer; estabelecer o horário de funcionamento do comércio; as barreiras sanitárias possivelmente vamos retirar, porque não há razão para ficar; os hotéis voltam a trabalhar com restrições. Amanhã (hoje) vamos ver. Tem ainda muitos pleitos de escolas que querem funcionar. Será colocado tudo isso na mesa para ver as decisões que vamos tomar”, disse o secretário ontem na rádio Onda Poços.