Na última quinta-feira, 08, a Santa Casa de Poços recebeu sete novos eletrocardiógrafos de três canais. Esses novos eletros, que já estão distribuídos nos setores do Hospital, são equipamentos de última geração que tem como diferencial apontar automaticamente o diagnóstico para os profissionais de saúde que estiverem acompanhando o paciente, sejam eles  médicos ou profissionais de enfermagem.

Na chegada dos novos eletros, Rudson Ribeiro, gerente de vendas da empresa Mhédica, revendedores do produto, ao lado da diretora assistencial da Santa Casa, Josiane Celis, realizou um treinamento com os colaboradores que irão operar o equipamento.

“A Santa Casa de Poços de Caldas adquiriu um eletrocardiograma de três canais, que é responsável por fazer os exames dos pacientes, tanto no pronto atendimento quanto na UTI, para poder verificar o batimento cardíaco do paciente. É um equipamento  bem moderno que gera até um laudo para saber se esse paciente tem algum problema para ser encaminhado para o cardiologista ou para o atendimento mais específico. Ele também tem detecção automática de marcapasso e se, por acaso, o paciente tiver um marcapasso transportado, ele identifica na hora para poder facilitar o trabalho da enfermagem. Ele também tem uma bateria de seis horas de duração. Você pode gerar 500 exames nele. Então, é um equipamento bem completo e bem interativo”, explica Rudson.

“A Irmandade da Santa Casa realizou a aquisição de sete novos eletrocardiógrafos. Esses equipamentos irão substituir aparelhos de mais de 20 anos de uso. Eles são de suma importância, pois detectam alterações cardiológicas de maneira rápida e eficaz, proporcionando diagnóstico preciso e seguro para o paciente”, completa Josiane Celis.

O superintendente da Santa Casa, Ricardo Sá, destaca a importância de mais esse investimento em tecnologia da Santa Casa. “Esses equipamentos são de última geração. São equipamentos muito modernos e são dotados de inteligência artificial. Qual a diferença? Ele já aponta o diagnóstico para o médico ou para enfermeira. Quando o paciente tiver alguma anomalia severa no coração dele, se durante o exame aparece algo muito irregular, ele rapidamente tem como apontar isso para a enfermagem dizendo o que está tendo de errado com esse paciente”, disse o superintendente do Hospital.