A Santa Casa adquiriu recentemente 40 novas bombas de infusão, dispositivos médicos de última geração que entregam fluidos, como nutrientes e medicamentos, no corpo de um paciente em quantidades controladas.

A aquisição dessas bombas, que foram distribuídas em setores importantes do Hospital como CTI Adulto e CTI Neonatal, aconteceu através de um esforço financeiro da própria Santa Casa e através do recursos doados pela Cooxupé.

Cada unidade dessas bombas de infusão custam R$4980, levando a um investimento total de R$199.200. Desse valor, R$105 mil foram doados pela Cooxupé, cheque que foi entregue no último dia 20 de abril pelo gerente do Núcleo de Campestre da Cooperativa, César Pereira, ao superintendente da Santa Casa, Ricardo Sá e ao vice-provedor do Hospital, Marcos de Carvalho Dias.

O superintendente da Santa Casa, Ricardo Sá, explica que esses novos equipamentos são extremamente modernos em termos de tecnologia para terapia infusional de pacientes. “O Hospital cresceu em demanda e em número de leitos e uma vez que o hospital cresce naturalmente necessita de mais bombas de infusão. Nós conseguimos colocar aqui 40 novas bombas de infusão. Dessas 40, 20 foram através de um recurso destinado pela Cooxupé. Foram R$105 mil doados pela cooperativa e um investimento de cerca de 95 mil da Santa Casa”, conta Ricardo Sá.

Por serem extremamente modernas, essas novas bombas de infusão foram destinadas a setores importantes do Hospital, como a CTI Neonatal e a CTI Adulto. “Essas bombas de infusão da Mindray chegaram em um momento em que a gente precisa muito. Os pacientes estão ficando mais tempo internados utilizando várias soluções e, por ser na UTI, precisamos de monitorização contínua. A bomba permite essa avaliação diária. Essa bomba da Mindray é muito eficiente porque ela tem um modelo com display fácil de usar, é em português, além de ser econômica para a instituição, visto que qualquer equipo (de nutrição) funciona nela. Elas garantem a segurança contínua da infusão e podem ser usadas tanto para dieta enteral quanto para soluções salinas”, explica o enfermeiro da CTI Adulto, Guilherme Calixtro Lopes.

“O investimento em tecnologia como a aquisição desta bomba de infusão é de grande importância pois facilita a assistência na administração de medicamentos de forma fidedigna contribuindo para a segurança do paciente”, completa a enfermeira responsável pela CTI Neonatal, Gisele Furtado Alvarenga. (Rafael Santos).