Revista faz nova denúncia contra Flávio Bolsonaro

Além de ter empregado em seu gabinete na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) a mãe e a mulher do chefe do grupo de milicianos conhecido como Grupo de Milicianos, o senador e ex-deputado estadual Flávio Bolsonaro entregou suas contas de campanha para o Senado à irmã de outros dois criminosos . Valdenice de Oliveira Meliga, que era lotada no gabinete de Flávio na Alerj, assinou cheques de despesas de campanha em nome dele, segundo reportagem publicada pela revista “Isto É”. Ela é irmã de Alan e Alex Rodrigues de Oliveira, presos, em agosto do ano passado, na operação Quarto Elemento, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e do Ministério Público do Rio de Janeiro.

Fechar Menu