Renda extra

Manter uma praça de pedágio em rodovia que corta o município acaba sendo um bom negócio para as prefeituras. Um exemplo está na vizinha São João da Boa Vista que desde 2010 já engordou seu orçamento com R$ 13 milhões, resultado de cobrança de ISSQN sobre o faturamento da concessionária nas praças de pedágios.

A prefeitura de Águas da Prata não chega a tanto, mas também recebeu um bom dinheiro com o faturamento do pedágio administrado pela Renovias, na rodovia que liga o município a Poços de Caldas. Com todo respeito, deveria dividir a grana com Poços ou como contrapartida, assumir a administração total do bairro no Marco Divisório. Afinal de contas, os veículos que passam pela praça de pedágio estão vindo ou então retornando de Poços. Não é mesmo?

Fechar Menu