Diferente do que se esperava o projeto de lei que institui o programa ‘Recupera Poços’, anunciado pelo prefeito Sérgio Azevedo, já sancionado por ele, deu entrada na Câmara e está inserido no expediente da sessão ordinária desta terça-feira, mas não em regime de urgência. Além disso, o projeto que trata da política municipal de combate aos efeitos econômicos e sociais da pandemia do coronavírus, não está no expediente do Executivo, e sim, dos vereadores.

O projeto, de acordo com a resenha do expediente divulgada no início da noite de ontem pela assessoria da Câmara, é de autoria dos vereadores da bancada da situação: Flávio Togni, Claudiney Marques, Kleber Silva, Douglas Dofu, pastor Wilson, Marcelo Heitor, Silvio de Assis, Wellington Paulista, Roberto dos Santos e Regina Cioffi.  Na proposta não é citada qual será a fonte dos recursos que irão custear o programa e nem o valor total que será necessário para colocá-lo em prática.