Reação ao risco de atraso no repasse de verbas

No dia seguinte ao aviso do governo estadual que os repasses de verbas aos demais poderes e órgãos públicos podem começar a atrasar caso os deputados estaduais não aprovem os projetos de ajuste fiscal no estado, representantes do Tribunal de Justiça, Ministério Público, Tribunal de Contas, Defensoria Pública e Assembleia Legislativa se reuniram na tarde desta terça-feira na sede do Legislativo para discutir o assunto.

Coube ao presidente do TJ, desembargador Nelson Missias, o recado ao governador Romeu Zema (Novo): “todos conhecemos a Constituição da República e as leis, sabemos que todos os poderes são independentes e sabemos cada um de nós defender a sua instituição”, afirmou o magistrado.

Fechar Menu