O diretório municipal do Partido dos Trabalhadores divulgou nota oficial em que condena o ato de violência policial durante uma abordagem, envolvendo um motociclista no bairro Nova Aparecida, na semana passada. A ocorrência foi gravada e o vídeo viralizou nas redes sociais e ganhou destaque também na imprensa regional e até nacionalna qual o cidadão foi abordado de forma desproporcional e abusiva, recordando o asfixamento do cidadão estadunidense George Floyd, que desatou vários protestos antirracistas nos EUA, lembra a nota do partido.

Diversos dados e estudos sobre a conduta das forças de segurança pública demonstram que aspolícias militares estaduais muitas vezes costumam agir de forma desproporcional e violenta ao abordar os cidadãos, principalmente os pobres da periferia, sejam dos grandes centros, sejam das cidades do interior do país, diz o texto da nota divulgada pelo PT.

“A Constituição é taxativa aos que ‘ninguém será submetido a tratamento desumano ou degradante’, o que muitas vezes ocorre nas ações policiais militares. Além disso, a Constituição também prescreve que ninguém será culpado até trânsito em julgado de decisão judicial, de modo que os abusos policiais fazem dos seus agentes julgadores sumários de condenação a dor. O Partido dos Trabalhadores de Poços de Caldas condena a violência policial, solidariza-se à vítima e posiciona-se no sentido de que os abusos policiais, sistemáticos, somente terão fim no dia em que o atual modelo de segurança, resíduo da ditadura militar, foi substituído por um modelo humanista que priorize a dignidade da pessoa humana e promova a paz social através do acesso universal a direitos e serviços” é o texto da nota do diretório petista.