PSDB mineiro reage a intervenção de Dória

O presidente do PSDB em Minas Gerais deputado federal Paulo Abi-Ackel afirmou, na manhã desta sexta-feira (10), que quem vai decidir se a legenda permanece ou não na base aliada do governador Romeu Zema são os mineiros. A fala é uma resposta à afirmativa do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), de que o partido iria continuar apoiando a atual administração do Palácio Tiradentes. O paulista teria interferido no racha dos tucanos mineiros a pedido de Zema, que telefonou para ele nesta semana.

Abi-Ackel condenou a articulação entre os dois governadores para manter o PSDB na base aliada de Zema. “Custo a acreditar que possa ser verdade, porque será a primeira vez na história de Minas que um governador recorre a um estado vizinho para buscar auxílio para solucionar problemas políticos do seu estado. Minas sempre deu os rumos da política do país, não é possível que agora estejamos precisando da ajuda dos outros para cuidar da política mineira”, disse o presidente do PSDB

Fechar Menu