Desde o início do mandato, os vereadores Flávio Togni de Lima e Silva (PSDB), Kleber Silva (Novo) e Luzia Martins (PDT) têm acompanhando junto à Prefeitura e à empresa DME as ações visando coibir o aumento de aguapés na Represa Bortolan. Na última sessão da Câmara, eles apresentaram um Requerimento sobre o tema, buscando informações sobre as próximas providências que serão tomadas.

Os aguapés, plantas aquáticas que se proliferam rapidamente, são comuns em alguns períodos do ano. No entanto, o aparecimento em excesso neste início de 2021 tomou conta do espelho d’água da Represa Bortolan, nas proximidades da Barragem, e tem preocupado moradores e comerciantes que procuraram os vereadores. “É de conhecimento que a DME contratou uma empresa especializada em recursos hídricos para emissão de parecer técnico, documento que já foi entregue. Também é de conhecimento que cópias do referido relatório foram encaminhadas, no dia 11 de março ao Departamento Municipal de Água e Esgoto – DMAE, e no dia 17 de março, ao Departamento Municipal de Meio Ambiente – DMMA. Diante destas informações que já temos, nós queremos saber de que forma a Prefeitura pretende dar publicidade ao relatório, como forma de tornar ciente toda a população, e quais as próximas providências cabíveis a serem tomadas, tendo em vista que o relatório indica que o agente causador da proliferação dos aguapés na Represa Bortolan pode também estar presente em alguns de nossos rios”, explica Flavinho.

Segundo o vereador, foi questionado, ainda, se os possíveis responsáveis pela proliferação das macrófitas aquáticas no Reservatório Bortolan foram notificados. “Temos conhecimento de que o parecer técnico emitido pela empresa contratada não recomenda a retirada destas plantas aquáticas e, por isso, é importante saber qual solução o município dará para esta questão”, diz.

De acordo com Kleber Silva, a população tem cobrado uma solução. “Desde janeiro, quando iniciou o meu mandato, estou sendo cobrado por várias pessoas por conta deste acúmulo de aguapés, pessoas estas que usam a Represa Bortolan no seu dia a dia, há muitos anos. Assim, fiz ofício à empresa DME para saber o verdadeiro problema, além de várias reuniões com os diretores. Logo me informaram que precisariam achar o problema na raiz e, desta forma, contrataram uma empresa para tal. Estamos trabalhando com afinco para solucionar o problema com eficiência e não somente de forma momentânea, como sempre foi feito ate aqui”, declara.

A vereadora Luzia Martins destaca que outros Requerimentos já foram apresentados neste ano. “Há algum tempo, temos nos envolvido na busca por uma solução para esta questão dos aguapés que estão se proliferando na Represa Bortolan. Estamos empenhados em fazer questionamentos para verificar as atitudes tomadas pelo Executivo, a fim de resolver o problema. Este já é o segundo requerimento que eu faço, sendo este último juntamente com os vereadores Flávio e Kleber, no intuito de cobrar medidas para resolução, como a divulgação deste relatório e a notificação dos possíveis envolvidos. Temos o compromisso em acompanhar de perto as questões que envolvam possíveis agressões ao meio ambiente”, afirma a parlamentar.

O Requerimento apresentado pelos vereadores (n. 319/2021) está disponível para consulta no Portal da Câmara, em Proposições.