Portal de Notícias e Web Rádio 

Na última terça-feira, 24, aconteceu na Santa Casa uma aula para os alunos de Enfermagem da PUC e para a equipe de Enfermagem do Pronto Socorro da Irmandade referente ao Protocolo de Dor Torácica que está sendo instituído no Hospital. A aula foi ministrada pelo Dr. Rodolfo Samker, médico cardiologista da Santa Casa de Poços, que explicou sobre os procedimentos corretos para atender os pacientes com dor torácica e apresentou as etapas do novo protocolo da Santa Casa.

O Dr. Rodolfo explica mais sobre o conteúdo passado aos alunos. “Eu vim a convite da coordenadora de enfermagem Valéria para realização de uma aula, tanto para a equipe de enfermagem da Emergência da Santa Casa quanto para os Acadêmicos da PUC que estão passando na emergência. Falamos um pouquinho sobre os princípios básicos de interpretação do Eletrocardiograma do paciente, desde sua entrada na porta da instituição, a passagem pelo Protocolo de Manchester, a colocação correta dos eletrodos no paciente, análise básica de seleto e a importância dele na emergência. Começamos a falar também do Protocolo de Dor Torácica e o manejo do paciente com dor torácica que vai dar entrada na Santa Casa”, detalha o médico.

“Esse protocolo já está sendo instituído com base nos Protocolos Nacionais de Dor Torácica e a gente acredita que, com a colocação dele e o treinamento do pessoal, irá beneficiar bastante os pacientes com dor precordial e os demais pacientes do Hospital. Este protocolo já está em funcionamento e estamos em fase de treinamento com a equipe para implante definitivo”, finaliza o Dr. Rodolfo.

A coordenadora de enfermagem do Pronto Socorro, Maria Valéria Baptista, ressalta a importância do constante aprendizado dos enfermeiros para o bom atendimento ao paciente. “O Dr. Rodolfo veio dar essa Educação Continuada para a nossa equipe de Enfermagem do Pronto Socorro para que possamos principalmente assegurar a boa qualidade da assistência a ser prestada aos nossos pacientes, como prevê a missão do próprio Hospital em seu ato de criação. Muito sofrimento pode ser amenizado, mortes podem ser evitadas pelo cuidado atencioso, sério e competente do profissional de Enfermagem e, para isso, precisamos estar sempre nos atualizando sobre o que há de melhor e mais eficaz na Medicina e na prática da Enfermagem, e saber sobre esse Protocolo de Dor Torácica é primordial para salvar a vida do paciente que estamos instituindo na Santa Casa”, relata Valéria.