Protestos contra parcelamento do 13º

Entidades ligadas à área de segurança pública no estado – polícias Civil e Militar e Corpo de Bombeiros – se reúnem na manhã desta quarta-feira para discutir estratégias contra o pagamento do 13º do ano passado em 11 parcelas, sempre no primeiro dia útil após o dia 20 de cada mês, e a manifestação marcada para a sexta-feira, dia 1º, em frente à Assembleia Legislativa. A categoria não descarta paralisações pontuais, com a redução da escala de trabalho ou a chamada “operação tartaruga”, em que os serviços são executados de forma mais lenta. PM anuncia ‘posturas radicais contundentes’

Fechar Menu