Portal de Notícias e Web Rádio – CNPJ 44.219.101/0001-23

Investir e fomentar parcerias público-privadas para conservação e utilização da Praça da Vila Cruz, zona oeste da cidade. Esse é o objetivo da Indicação feita pela vereadora Luzia Martins (PDT) e encaminhada, recentemente, ao Executivo. A proposta sugere ações envolvendo comerciantes, varejistas, igrejas e instituições próximas ao local.

A autora explica que um Projeto de Lei apresentado por ela e pelo vereador Douglas Dofu (DEM) prevê parcerias entre a iniciativa privada e o poder público para ocupação de espaços públicos. Para ela, a Praça da Vila Cruz se encaixa nessa proposição. “Por isso foi encaminhada essa Indicação ao Executivo. A Praça da Vila Cruz é um espaço maravilhoso, repleto de histórias e significados para a população, mas falta investimento. Faltam programas culturais, como música, biblioteca, teatro, dança, entre outros, além de revitalização e valorização por meio de manutenção e monitoramento. Ao entorno da praça temos Igreja, instituição e uma diversidade de comércios, tenho certeza que se o Poder Executivo fizer uma aposta colherá bons frutos”, comenta.

Ainda segundo a vereadora, diversos estudos apontam que o aproveitamento e respeito com o espaço público, entre outros benefícios, pode tirar jovens e adultos de uma situação social de risco, integrando-os à sociedade. “Por isso, é preciso garantir que os espaços de convivência, além de monitorados e em frequente manutenção, ofereçam atividades culturais. Pensando no desafio que é para o poder público garantir as devidas condições desses locais, é que esta Indicação foi elaborada”, ressalta.

O vereador Douglas Dofu também destaca a importância da inclusão da Praça da Vila Cruz no Projeto das parcerias público-privadas. “Acreditamos que a realização de parcerias público-privadas auxiliam enormemente na gestão de áreas públicas. Essa iniciativa é boa para o município, para os comerciantes que estão no entorno e para toda a população. A praça ficará bem cuidada e o espaço ocupado por todos para atividades físicas e de lazer. Espaços públicos para o lazer proporcionam o bem-estar de todos e auxiliam enormemente na promoção da qualidade de vida”, declarou.

O Projeto de Lei n. 52/2021, que trata da realização de termos de cooperação com a iniciativa privada para conservação de áreas públicas municipais, teve parecer aprovado nas comissões permanentes e aguarda inclusão na Ordem do Dia para votação. O Projeto e a Indicação (n. 1442) estão disponíveis para consulta no Portal da Câmara, em Proposições.