Proposta inviável

Quando esteve no programa “Poços em Debate”, o prefeito de Machado, JulbertFerre de Morais disse que um dos graves problemas que está enfrentando no município que administra é a destinação final do lixo doméstico, uma questão que causa preocupação na maioria das cidades por conta da lei que estabelece prazo para a destinação final dos resíduos sólidos coletados na área urbana.

Em Machado, hoje o lixo é depositado em local totalmente inadequado. O mesmo dilema vive a prefeitura de Poços de Caldas que assinou TAC com o Ministério Público para solução do problema. A solução pensada por enquanto é o transporte do lixo para uma cidade que já possua aterro sanitário, caso de Pouso Alegre, Alfenas ou Paulínia.

No entanto existem tratativas para a construção de um aterro sanitário na cidade de Machado numa parceria das prefeituras dos dois municípios, uma solução que não parece ser a mais adequada e que deveria ser melhor analisada pelo chefe do executivo para não se transformar em mais uma canelada desta administração.

 

Fechar Menu