Todos os Projetos de Lei que dão entrada na Câmara Municipal, tanto aqueles apresentados pelos vereadores, como também os de autoria do Executivo, passam pela análise das Comissões Permanentes. Entre eles, estão as matérias relacionadas ao desenvolvimento econômico da cidade, como doações de áreas para instalação de empresas e concessão de benefícios materiais e fiscais, dentro do Programa Avança Poços, legislação esta aprovada pelo Legislativo.

Recentemente, proposições dessa natureza foram discutidas e aprovadas pelos vereadores, como a doação de lotes de terrenos para implantação no Distrito Industrial das empresas San Martino Transportes LTDA. e Myralis Indústria Farmacêutica LTDA. Estes e todos os demais projetos que tratam da instalação de empresas passam pela análise criteriosa das Assessorias da Casa e das Comissões de Justiça, Administração Pública e Finanças.

Nesta semana, vários vereadores estiveram na solenidade que marcou a assinatura de Protocolos de Intenção para instalação de seis novas empresas no Distrito Industrial. Segundo o presidente da Câmara, vereador Marcelo Heitor (PSC), foi um momento muito importante para Poços de Caldas. “São investimentos na ordem de quase R$ 40 milhões, com a geração de aproximadamente 200 empregos. Uma notícia muito boa para nossa cidade e quero destacar o papel que a Câmara de Poços sempre teve em todos os processos que envolveram a instalação de empresas e, consequentemente, o crescimento econômico. Destaco o papel das Assessorias e das Comissões Permanentes, que trabalham muito na análise das matérias, emitem os pareceres e encaminham para votação em Plenário”, afirma.

O presidente fala, ainda, da valorização do papel da Câmara em todo esse processo de aprovação de leis. “É preciso enaltecer a função do Legislativo e compromisso na aprovação das normas. Nos preocupamos muito com o desenvolvimento da cidade, com a geração de emprego e renda e estaremos sempre contribuindo com o que nos compete. Deixo aqui registrado todo o empenho dos vereadores para que projetos importantes possam ser, realmente, colocados em prática”, conclui.