A vereadora Regina Cioffi (Progressistas) apresentou durante essa semana indicações importantes para a educação, limpeza urbana e fechamento de buracos, além de projetos de lei para as mulheres e meio ambiente.

Entre as indicações, merece destaque a que indica a necessidade de proceder com urgência a reforma geral das escolas públicas e CEI´s no município. Considerando que a escola é um local que deve ser privilegiado da infância à adolescência, é fundamental repensar a estrutura, organização e ocupação dos espaços das escolas. Vale ressaltar que as aulas presenciais no momento certo retomarão, considerando a importância do distanciamento social, a possibilidade de ampliação dos espaços principalmente das salas de aula.

Outras três indicações da Regina Cioffi também ao longo da semana chamam a atenção do Executivo em relação à conservação. Ela indica à Secretaria Municipal de Serviços Públicos a limpeza da Rua das Recordações no Bairro Santo André, a poda de árvores no Colégio Municipal Doutor José Vargas Souza e o fechamento de buracos abertos pelo DMAE na rua Samuel Frazão no bairro Jardim Amaryllis.

Um projeto de lei de sua autoria e também assinado por outros dois vereadores institui o programa de proteção à mulher, que consiste em disponibilização de um dispositivo de controle de pânico para as mulheres vítimas de violência em Poços de Caldas. O dispositivo será disponibilizado para mulheres que estejam em situação de risco e sob medidas protetivas. O panorama apresentado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública revela que a cada 7 horas uma mulher é assassinada no Brasil e a cada 2 minutos há um registro de lesão corporal.

Outro projeto de lei mas agora voltado para o meio ambiente também esteve na pauta da vereadora. Ele veda o fornecimento de canudos de materiais não biodegradáveis no município. Importante frisar que esse tipo de canudo machuca as crianças, polui o ar, gera muito lixo e machuca os animais.

Já um requerimento de sua autoria requer a cópia integral do relatório final de auditoria realizada no setor de Recursos Humanos da Prefeitura. Uma preocupação válida, uma vez que o setor sempre foi alvo de críticas controvérsias, e informações pouco fidedignas em relação às horas extras, desvios de funções e outras situações não compatíveis com a legalidade e, em alguns casos, moralidade.

Ainda essa semana, a Câmara Municipal aprovou um projeto de autoria de. Regina Cioffi que estabelece as atividades de educação infantil e fundamental como atividades essenciais em períodos de calamidades públicas decorrentes de crises sanitárias em Poços de Caldas. O projeto agora segue para sanção do prefeito Sérgio Azevedo.