A vereadora Regina Cioffi esclareceu que assinou o projeto junto com outros vereadores, porque acredita que tem que se fazer de tudo para a não circulação do vírus. Só que no fim de semana analisou e chegou a conclusão que não é um projeto exequível, não é de fácil controle pelo Executivo. “Se não temos fiscais em número suficiente para as barreiras, para ir aos bairros ver a questão de aglomerações, festinhas e tudo mais, que é muito mais grave do que um cidadão sozinho andando na rua sem máscara, então pondero que é uma lei que não tem como ser executada”, afirmou disse a vereadora.