Previdência: proposta divide o governo

A proposta de reforma da Previdência finalizada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, está provocando divergências entre as alas política e econômica do governo, o que pode atrasar a definição do texto, que ainda será levado a Jair Bolsonaro. A mesma idade mínima (65 anos) para homens e mulheres e o pagamento de benefício abaixo do salário mínimo para idosos são os pontos mais polêmicos, mas também não há consenso em relação à duração da transição para quem já está no mercado de trabalho e às regras mais duras para a Previdência rural, entre outros itens. (O Globo).

Fechar Menu