Portal de Notícias e Web Rádio 

Na tarde da última sexta-feira, 06, o presidente do Conselho Regional de Enfermagem de Minas Gerais (Coren-MG), Bruno Farias, esteve na Santa Casa de Poços onde entregou para os enfermeiros da instituição a Medalha de Destaque da Enfermagem Mineira. A honraria foi feita em homenagem ao grande trabalho realizado pela equipe de enfermeiros do Hospital, principalmente durante a pandemia.

A visita do presidente do Coren-MG foi feita em uma semana muito especial para a categoria, já que a Câmara aprovou o projeto do Senado (PL 2564/2020) que institui o piso salarial nacional de enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem e de parteiras.  “É um prazer poder vir a Poços de Caldas se encontrar com nossos colegas enfermeiros, técnicos e auxiliares. Estamos aqui na Santa Casa para entregar a medalha de Destaque da Enfermagem Mineira a todos os profissionais da Enfermagem. É um prazer estar aqui, ainda mais em uma semana tão importante para nossa enfermagem, que foi a votação do piso nacional dos profissionais de enfermagem que foi votado na Câmara dos Deputados”, relata Bruno.

PEC 11

Ao falar para um grupo de enfermeiros da instituição, o presidente do Coren-MG destacou a importância da PEC 11, que garante a fonte de recursos para financiamento desse piso, algo em torno de R$16 bilhões, que virá da tributação de jogos de azar. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, se prontificou a colocar essa PEC em votação ainda essa semana.

“Agora estamos aguardando a votação da PEC 11, que garante o custeio para que todas as instituições de saúde do Brasil consigam custear esse nosso piso. A PEC foi apresentada pela senadora Eliziane Gama e o presidente do senado, Rodrigo Pacheco, deve pautar nos próximos dias com urgência. Essa PEC é que vai garantir a emenda da constituição, o nosso sonho de uma categoria que se arrasta há mais de 30 anos. Estamos muito próximos para realizar esse sonho”, afirma o presidente do Coren-MG.

O enfermeiro responsável pelo Cacon, Guilherme Tavares, foi um dos profissionais que receberam a Medalha de Destaque da Enfermagem Mineira do presidente do Coren e destacou esse momento importante que a enfermagem vive hoje.

“Se Deus quiser, teremos a aprovação da PEC 11 para custear o valor dos encargos que vão acabar aumentando para as instituições de saúde por conta do piso da enfermagem. Assim, não haverá impacto na saúde dos hospitais, para que a gente consiga, não só valorizar o profissional da enfermagem, mas também dar condição para que a gente possa, cada vez, melhorar mais e ter condições de se capacitar e prestar um atendimento melhor”, diz Guilherme.

O enfermeiro fala ainda das dificuldades de sua classe atualmente.  “A enfermagem hoje não tem nem tempo nem condição financeira para se especializar, para estudar, para se dedicar um pouco mais no trabalho, porque, às vezes, precisa de dois ou três empregos. A condição do aumento do salário, do piso salarial, vai ajudar muito nessa questão, na capacitação de profissionais, na questão de ter somente um emprego, de conseguir se dedicar mais ao emprego e conseguir atender o paciente melhor. Então, não são só os profissionais de enfermagem que estão ganhando, quem está ganhando são os pacientes e as instituições, porque todos profissionais que estão sendo valorizados vão produzir mais e melhor”, finaliza Guilherme.

Na foto, o Presidente do Coren-MG, junto com sua assessora, conversa com a Diretora Assistencial da Santa Casa, Josiane Celis e com o superintendente da entidade, Ricardo Sá.